Urias Sérgio

Vivo da esperança de ver o soerguimento da ética e da razão e isso dá-me forças de continuar lutando

Textos

HURACÁN IRMA E OS FURACÕES LULA E DIRMA...


Ainda que possa parecer uma comparação “ESDRÚXULA” precisamos analisar os efeitos devastadores de um com os outros... o primeiro, com sua passagem devastadora pelo Caribe com Grau 5 de magnitude, com ventos acima de 260 km/hora, devastando tudo por onde passa, assolando Cuba, San Martin, Puerto Rico, Ilhas Britânicas, Bahamas, Barbuda – dentre outros e na Flórida ainda por mostrar a sua força destrutiva.
Os dois últimos furacões Lula e Dirma, ainda que de aspectos inofensivos, vem desde 2003 a 2011 com Lula em primeira instância e o Dirma de 2011 a 2016 se embaralhando todo, tropeçando em seus próprios sentidos, bagunçando a economia brasileira, emporcalhando nossos princípios fundamentais e permitindo que os ratos, no epicentro do olho de inúmeros tornados, pelo caldo entornado da bandidagem se fartando da coisa pública e da malfadada criminalidade a solta por todo o Brasil, tomasse conta do nosso país... que virou um verdadeiro pandemônio.
O SOCIALULISMO que se implantou sob o manto sagrado do CHEFE após o governo militar e que nunca foi aceito como DITADURA por brasileiros de grau de compreensão acima da média, em razão dos exemplos de ética e heroica austeridades dos presidentes da república nessa época, com os cinco – Costa e Silva, Garrastazu Médice, Gaizel, Castelo Branco e Presidente Figueiredo – morrendo pobres, além da necessária repressão aos movimentos de guerrilha e banditismo desenfreado que se estabeleceu, com assaltos a bancos, ataques terroristas, sequestros e etc., onde nenhuma outra atitude poderia ser tomada para a manutenção da ordem no país. O CHEFE – seguido por seus asseclas, começou então uma campanha de “quase canonização” de bandidos camuflados de guerrilheiros transformando-os em heróis e tentando enlamear e denegrir o bom nome das forças armadas brasileiras. Ao conseguir se eleger em 2003 o CHEFE - LULA DA SILVA - que tomou a frente da esquerda comunista, nunca pretendeu a liberdade do povo brasileiro e muito menos a sua prosperidade. Seus personagens só lutaram contra o Regime Militar porque almejavam o poder no país. O Golpe Comunista era sonho de FHC, de Dilma Rousseff, José Dirceu, do desaparecido José Genoíno, de Serra, Aloysio Nunes, dentre outros. Todos conspiraram contra a democracia que existia no país e a maioria participou de ações armadas que culminaram com a morte de centena de pessoas inocentes. Dilma foi mentora e articulava ações terroristas quanto estava agrupada à facção VAR-Palmares e foi ela que planejou o assalto à casa do Governador Adhemar de Barros, participou de sequestros, roubos de carga e atentados que levaram a morte de civis e militares. Já o CHEFE – LULA, foi líder sindical e informante do DOPS, tendo sido preso várias vezes por baderna e manifestações sindicais e em uma dessas ocasiões tentou violentar um preso. Foi quando conheceu FHC e com ele aprendeu algo sobre política e estratégias de poder. Foi com ele também que conheceu Fidel Castro e outros comunistas famosos. Logo depois fundou o PT, o FORO de São Paulo e se tornou Deputado Federal, vindo anos depois a conseguir o lugar tão almejado de Presidente da República. O Chefe, agora mandatário maior do país, utilizou os projetos criados por FHC – Bolsa Alimentação – Lei 10.689 de 13 de junho de 2013 e Programa Auxílio/Gaz – Decreto 4102 de 24 de janeiro de 2002 para denomina-los Bolsa Família através da Lei 10836 de 9 de janeiro de 2004, levando o benefício para 5 milhões de famílias ou seja, aproximadamente 25 milhões de indivíduos e que se transformaram em votos de CABRESTO por sua representatividade social e que quase o imortalizou no poder. Esse tipo de assistencialismo se presta à utilização temporária para benefício dos menos favorecidos e não para torna-lo definitivo, já que fere as instituições democráticas em sua essência. Parte então o Chefe para sua política doutrinária de dominação e controle das massas, o marxismo cultural e ideológico, o racismo e a anti-cultura, o homossexualismo, o ateísmo a desunião da família, a disseminação das drogas, da prostituição o desarmamento do povo brasileiro e consequente fortalecimento da contravenção e do crime organizado, a mediocrização do ensino e a cultura da corrupção e do golpe. Nunca ocorreu um projeto de esquerda pensando no país e o único propósito era implantar o socialulismo, dominar e escravizar o povo, roubar o país e tornarem-se ricos sem trabalhar. Todos cresceram as custas do Estado. Deram dinheiro e refinarias da Petrobras para a Bolívia, financiaram obras pelo BNDES para países socialistas sul americanos e para Cuba, financiaram países africanos com governos ditatoriais. Até que o furacão Dirma tentou implantar uma republiqueta bolivariana em nosso país... aí foi que o povo começou a ter consciência do risco que corria e dos exageros cometidos por essas ABERRAÇÕES DA NATUREZA e seus adeptos, na configuração da força da justiça humana na forma da LAVAJATO ou até mesmo na consolidação daquilo que entendemos por JUSTIÇA DIVINA, enfraquecidos pela falta de caráter e do sentido da traição comuns a pessoas desse nível e que tem, através da delação premiada o melhor instrumento para livrar-se de seus próprios castigos, envolvidos àqueles que ainda se julgavam livres das garras da lei e do Juiz Sérgio Moro. Agora, no limiar deste 7 de setembro – data magna onde se comemora a independência de nosso país, assistimos ao explosivo depoimento do Italianinho Palocci e da reviravolta do processo que obrigou a estabelecer o DOSSIER JANOT com base nas articulações pecaminosas dos irmãos Batista que os levarão certamente a novos acordos de delação (nem sei se cabíveis) para colocar na bandeja a cabeça do Chefe pelo alto nível de comprometimento com a ascensão do grupo JBS na economia brasileira por conta de sua própria interferência... E É AÍ QUE A VACA VAI PARA O BREJO, LEVANDO A TIRACOLO O PT E SEUS COMANDADOS... E VIVA A LAVAJATO!
Urias Sérgio de Freitas.
 
Urias Sérgio
Enviado por Urias Sérgio em 17/09/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria Urias Sérgio de Freitas - site urias@recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras